Saiba se está a pagar a mais pelo seguro do carro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Novo Saiba se está a pagar a mais pelo seguro do carro

Mensagem por dragao em Dom 19 Jan 2014, 14:16

O Diário Económico pediu simulações de seguro automóvel “contra terceiros” a oito seguradoras. Os custos variam entre os 134 e os 195 euros, 31% de diferença.
Foi após um acidente em que precisou de rebocar o carro que António percebeu que apesar de desembolsar quase 200 euros por ano pelo seguro automóvel teria de ser ele a pagar o reboque e que pelo mesmo preço, ou menos, existiam outros seguros a abranger este custo. A isto não terá sido alheio o facto de ter a mesma apólice há cerca de quarenta anos e limitar-se a pagar o valor indicado pela seguradora na altura da renovação da apólice.

Posteriormente dirigiu-se à mesma seguradora e conseguiu negociar uma nova apólice cerca de 50 euros mais barata. A situação é apenas um exemplo da importância de olhar com atenção para as condições e riscos das apólices e que cada vez mais é possível poupar nos seguros tendo em conta a crescente concorrência entre seguradoras. Foi a pensar neste tipo de situações que o Diário Económico pediu a oito seguradoras simulações para um seguro "contra terceiros" com coberturas básicas e o mais aproximadas possível entre si (ver caixa de pressupostos) de forma a perceber quanto estão a cobrar e as principais diferenças entre as condições oferecidas. Na ronda pelos ‘call center' resultaram custos de apólice que vão desde os 133,96 e os 194,85 euros (ver caixas em abaixo), 31% de diferença.

A realidade é que estes valores são inferiores aos que eram cobrados há vários anos e revelam a tendência de descida dos custos das apólices que se tem vindo a verificar, sobretudo desde que surgiram as seguradoras "low-cost". Os dados mais recentes disponibilizados pela Associação Portuguesa de Seguradores (APS) indicam que, entre 2004 e 2012, o preço médio para segurar um carro baixou 28%. Nesse período, o prémio médio do seguro automóvel passou de 319,2 euros para 228,5 euros. Segundo Mónica Dias, especialista em seguros da Deco esta realidade é uma consequência da alteração da política de funcionamento do mercado. "Até há uns anos, eram as seguradoras que ditavam o preço, mas hoje em dia já não é assim e isso deve-se à maior concorrência, à crise e às próprias pessoas que regateiam cada vez mais os preços", esclarece a especialista.

Na ronda pelos ‘call center' das principais seguradoras a operar em Portugal, foi possível constatar isso mesmo. Foi notória a preocupação em perceber se as condições agradavam ao potencial cliente e a insistência em relação à viabilidade de um contacto futuro. Muitos funcionários perguntaram mesmo em que seguradora está a actual apólice e qual o respectivo custo, sinalizando a viabilidade de reduzir ainda mais os custos do seguro simulado. Em trabalhos semelhantes anteriormente efectuados pelo Diário Económico esta preocupação não era tão notória.

Os resultados das simulações demonstram que apesar de os preços serem cada vez mais próximos entre as seguradoras tradicionais e as "low-cost", estas últimas continuam a apresentar em média valores mais competitivos. Nas três seguradoras telefónicas contactadas, os custos variam entre os 133,96 euros da Direct e os 176,6 euros da Logo. Neste último caso incluindo, aliás, menos abrangência de coberturas. Entre as cinco maiores seguradoras tradicionais do ramo automóvel contactadas, os custos oscilam entre os 153,21 euros simulados pela AXA e os 194,85 euros propostos pela Zurich. "Os seguros das telefónicas são iguais aos das seguradoras tradicionais. As telefónicas estão muitas vezes ligadas a grandes grupos e possuem procedimentos semelhantes, o que as distingue é o facto de não terem custos fixos tão pesados já que não têm estruturas físicas e têm uma lógica de custos muito mais reduzida", esclarece Mónica Dias.

A especialista da Deco alerta que conseguir o seguro mais vantajoso assenta sobretudo numa boa prospecção de mercado na altura da renovação do seguro e lembra que as tarifas estão sempre a mudar e que existem muitas campanhas promocionais temporárias das quais é possível tirar partido. Outra forma de conseguir poupar no seguro automóvel reside na escolha das coberturas adequadas e dá o exemplo do seguro de danos próprios. "Quando o carro é novo e sobretudo quando o seu valor é elevado, faz sentido um seguro mais completo incluindo danos próprios. Mas a partir de 5/6 anos e em carros avaliados em até 35 mil euros, estas coberturas já não compensam devido à desvalorização do veículo", salienta Mónica Dias. No texto ao lado conheça outras dicas que podem ajudar a reduzir os encargos com o seguro automóvel.

Fidelidade
O pacote base da Fidelidade- o "Liber 3G Essencial"- considerado nesta análise inclui as coberturas de responsabilidade civil obrigatória (seis milhões de euros), assistência em viagem (nível 1), protecção jurídica (nível 1) e protecção ao condutor (10 mil euros por morte ou invalidez permanente e mil euros para despesas de tratamento). Com a opção de pagamento anual por débito directo, o prémio deste seguro é de 193,23 euros.
193,23 €
Zurich
O seguro "Zurich Auto" assume como coberturas base a responsabilidade civil mínima obrigatória por lei (seis milhões de euros), assistência em viagem, a defesa e protecção jurídica, quebra isolada de vidros, ocupantes, morte e invalidez permanente (10 mil euros) e despesas de tratamento (mil euros). Este plano de seguro da Zurich prevê o pagamento de uma anuidade de 194,85 euros.
194,85 €
AXA
O "Protec Symple AXA" é o seguro com as coberturas mais simples disponibilizado pela seguradora AXA. Para além da cobertura de responsabilidade obrigatória (seis milhões de euros), inclui ainda a assistência em viagem (sem franquia quilométrica). Este seguro tem um custo anual de 153,21 euros. A seguradora encaminhou ainda uma simulação onde inclui também as coberturas de protecção jurídica e a de protecção de ocupantes, o que fazia subir para 163,69 euros o prémio anual do seguro.
153,21 €
Tranquilidade
No pacote mais simples, o "Essencial", a seguradora Tranquilidade cobra um prémio anual de 192,4 euros (débito directo). Este custo assume a cobertura de responsabilidade civil mínima obrigatória, assistência em viagem, bem como protecção de ocupantes e condutor (despesas de tratamento de 750 euros para o condutor e de 500 euros para ocupantes, cinco mil euros em caso de morte ou invalidez permanente).
192,40 €
Allianz
O "Allianz Auto" está desenhado para seis níveis de cobertura diferentes. A opção mais básica tem um custo anual de 157,63 euros (débito directo). Inclui a cobertura de responsabilidade civil mínima obrigatória (seis milhões de euros), Protecção de ocupantes (cinco mil euros em caso de morte ou invalidez permanente, 500 euros de despesas de tratamento e 500 euros de despesas de funeral), assistência em viagem e protecção jurídica.
157,63 €
Ok Teleseguros
O "OK! Auto Essencial" inclui a cobertura de responsabilidade mínima obrigatória, protecção jurídica e assistência em viagem. Para estas coberturas, o prémio anual deste seguro fica em 152,64 euros já que a OK Teleseguros está a oferecer três meses do prémio do seguro nas subscrições até final de Fevereiro. A seguradora oferece ainda descontos adicionais a quem agregar vários carros numa mesma apólice ("Ok! Família").
152,64 €
Direct
Na versão mais simples, o seguro fica com um prémio anual de 133,96 euros. Este abrange cobertura de responsabilidade civil obrigatória (seis milhões de euros), assistência em viagem, protecção jurídica e cobertura de morte ou invalidez permanente do condutor (25 mil euros) e despesas de tratamento (2.500 euros). A seguradora dispõe ainda de uma campanha em que oferece a quem tem carro na Direct o mesmo bónus a uma segunda viatura (mesmo titular ou conjuge).
133,96 €
Logo
O "Logo Light" é a opção mais simples desta seguradora telefónica. Inclui as coberturas de responsabilidade civil obrigatória, assistência em viagem e jurídica e o prémio anual é de 176,6 euros. Nas subscrições realizadas até final do mês de Janeiro, os clientes podem usufruir da campanha de aniversário da Logo onde são oferecidos descontos a quem subscreva conjuntamente outros seguros disponibilizados pela Logo.
176,6 €

ECONÓMICO

_____________________________________________
Respeite as regras Fórum
Tópico das Apresentações
Acessos/Utilizadores especiais
Caso tenha dúvidas procure um Administrador/Moderador



avatar
dragao
Cmdt Interino
Cmdt Interino

Masculino
Idade : 48
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 18849
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Novo Re: Saiba se está a pagar a mais pelo seguro do carro

Mensagem por Patrulhas em Dom 19 Jan 2014, 16:23

Não à nada como negociar na anuidade, contudo não confio nas companhias on line, em primeiro não existe uma pessoa física, os tempos de espera ao telefone são eternos e é do tipo "prima 1, para isto, "prima 2, para aquilo" e por vezes pagam-se as chamadas.
Nunca se esquecer de ver bem as coberturas, pois por vezes para se baixar o preço, não fazem ocupantes e ocultam o facto de os vidros estarem cobertos ou não (o que baixa normalmente o preço em cerca de 30 Euros) e se tem franquia.
Estejam atentos às franquias.
Cumprimentos,

 :fg hurray: 
avatar
Patrulhas
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 40
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1187
Meu alistamento : Curso de 1999

Voltar ao Topo Ir em baixo

Novo Seguros ficam mais caros em 2015 para pagar INEM

Mensagem por PINTAROLAS em Qua 10 Dez 2014, 15:23

Seguros ficam mais caros para pagar INEM
Em 2015, os portugueses vão pagar mais 20 milhões de euros para o INEM. O orçamento daquele instituto vai engordar para os 100 milhões à custa da subida da taxa cobrada aos que têm seguros.

O aumento de 2% para 2,5% da taxa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), cobrada aos segurados do ramo vida, saúde, acidentes e automóvel, foi aprovado no Orçamento do Estado para 2015. Não fosse o protesto da Associação Portuguesa de Seguradores (ler texto ao lado) e a subida passava praticamente despercebida.

Fonte: JN

_____________________________________________
Regras
Utilizadores com acessos especiais
Posto Virtual/Expediente
Facebook Fórum GNR
UTILIZAR FUNÇÃO "BUSCAR"
Linha de Apoio Psicossocial 800962000
Wink
avatar
PINTAROLAS
Moderador
Moderador

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 7491

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares